sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Maria Capaz: Sonhos

"Toda a gente apoia imenso quem quer seguir os seus sonhos.
É ouvi-los a lançar para o ar frases de encorajamento, sempre que partilhas as tuas ambições:
“Vai em frente, miúda, tu consegues!”
“Tens imenso jeito, dá-lhe!”
“Nunca desistas, sei que és capaz!”

É tudo muito lindo e civilizado. Sentes-te apoiada e sortuda por ter tanta gente boa à tua volta.
A vida corre-te bem.

Até os teus sonhos começarem a afectar a tua rotina e a tua relação com os outros.
As pessoas acham imensa piada aos sonhos, porque os imaginam sempre cor-de-rosa. Imaginam uma história maravilhosa em que tu sofres imenso, mas no fim consegues atingir os teus objectivos.   Imaginam-se observadores ávidos do teu percurso doloroso até ao sucesso. Quando se apercebem que não serás tu o único a sofrer, que terás de tomar opções que poderão afectá-los também, que poderás ter de escolher o teu sonho acima de tudo o resto…
Aí é que a porca torce o rabo.
É que os sonhos tiram tempo, disponibilidade e dinheiro. Os sonhos ocupam a alma, cansam o corpo. Acham que quem corre por gosto não cansa? Experimentem correr por gosto 20km seguidos e depois falamos.
As pessoas que perseguem os seus sonhos precisam de ser um pouco egoístas, porque na maioria dos casos é impossível conjugar tudo. Era óptimo que pudesses ser uma bailarina, astronauta, dona de casa e mãe a tempo inteiro, mas não há horas suficientes no dia para isso, por mais competente que sejas na arte do multitasking.
Claro que há sonhos mais fáceis de cumprir do que outros. Há sonhos que não exigem tanto de ti, que te deixam espaço para mais. Mas aqueles sonhos gigantes… aqueles que vivem dentro dos teus ossos durante uma vida… esses tiram-te o sono. Esses roubam-te o fôlego e os dias, se escolheres segui-los a sério. E atenção, ninguém te avisa disto! O que o mundo te diz é que consegues encontrar tempo para tudo, que com vontade se chega a todo o lado. O que o mundo te diz é que se fores persistente vais conseguir, só tens de ir sofrendo e aguentando até o dia chegar.
Ninguém te diz que vais magoar pessoas importantes para ti.
Ninguém te diz que vais ter de fazer escolhas dolorosas, que te vão partir o coração.
Ninguém te diz que as pessoas não te vão apoiar sempre, que nem sequer vão acreditar sempre na tua capacidade de fazer algo.
Ninguém te diz que à medida que as tuas conquistas forem crescendo, o interesse dos outros vai esmorecendo.

A vida deixa que sejas tu a descobrir isto tudo por ti, no caminho que te leva ao sonho.
É sempre mais divertido pensar nas coisas quando são hipotéticas. O sangue, o suor e o choro, são tudo menos glamourosos. Ficam mal na fotografia, metem nojo, afastam.
E tu vais sangrar pelo teu sonho. Vais suar e vais chorar tanto que perguntarás a ti própria onde o teu corpo guarda tanta lágrima. Vais perder amigos (ou, pelo menos, pessoas que julgavas tuas amigas)
E nem sequer te posso dizer que vais conseguir, porque a verdade… a verdade é que alguns sonhos são mesmo impossíveis de concretizar, por mais que tentes. Mas isso não significa que sejas pior que os outros. Não significa que sejas um fracasso ou que devas culpar-te, porque se deste o teu melhor… A culpa não foi tua.
Se falhares, não ouças quando te atirarem à cara tudo o que perdeste.
Não sintas a dor de perder tudo outra vez, a troco de um sonho que não aconteceu.

Ignora.
Não te culpes por pensares em ti, por quereres algo mais da vida que comer, dormir e cagar.
Não tenhas medo de desistir.
(Mas desiste só se quiseres)

Esquece tudo o resto e lembra-te que pelo menos tiveste a ousadia de tentar chegar mais longe. Pelo menos procuraste as estrelas num mundo de gente que não sai do chão.
O sonho é teu.
E isso ninguém te pode roubar."

Sem comentários:

Enviar um comentário