segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Tal como este diário...

Tal como este diário, a vida sou eu que a escreve... Tal como este diário, a vida é um livro em branco pronto a ser rasurado... Tal como este diário, não sei o final da historia... Tal como este diário, na vida vou sempre a tempo de mudar o rumo... Tal como este diário, na vida nem sempre é fácil falar, dizer o que sentimos... Em ambos o fim é uma incógnita, limito-me ao meu ser, ao mais puro de mim, sempre na espectativa que o amanhã seja ainda melhor, na busca de um final escrito no pretérito mais-que-perfeito. Às vezes, queria por breves minutos ter o dom de ler a linhas, as palavras escritas no futuro, seria tao mais fácil de fazer escolhas, de arriscar... O mais certo deste diário e da vida é o fim, seja ele qual for, somo nós que o redesenhamos.

P.S.: Não acredito que ganhou "Birdman", não quero ser injusta porque não o vi, mas não acredito que seja superior ao filme "Teoria de tudo", posso dizer que foi dos melhores filmes que vi na minha vida... bem, pelo menos o ator principal ganhou o óscar de melhor ator, mais que merecido.

Sem comentários:

Enviar um comentário