terça-feira, 30 de dezembro de 2014

E mais um aninho...

Estou sem grande inspiração para escrever, para grandes reflexões... é um facto que 2014 está a acabar e que um novo ano se aproxima...

2014 foi um ano em que tudo e nada aconteceu... Foi um misto de coisas boas e de menos boas... não sei nem quero pensar nisso... Para 2015 não tenho grandes projetos nem sonhos... alias ter até tenho (e muitos), não sei é se (já) tenho capacidade para os realizar... O meu lema deste ano, o que quero ter em mente e que por vezes é tao difícil, é: CONSEGUIR SAIR MAIS VEZES DA MINHA ZONA DE CONFORTO.

E como falta-me inspiração, deixo aqui um texto que retirei do blog Estudante Amarelo, escrito à um anos atrás... é um texto pequenino, mas com o qual me identifico e concordo:

"A passagem de ano é uma ilusão agradável de que a mudança do ano marca um novo ínicio. Se pensarmos bem, não é um ínicio, é apenas o contínuo desenrolar dos dias - o bom desta história é que, se quisermos, todos os dias podem marcar o começo de algo novo. Mas eu gosto de pensar que o ano que aí vem é realmente uma oportunidade que nos é dada para começarmos outra vez - emendar o que fizemos menos bem, definir novas metas e objectivos."

Tenham um excelente 2015!


domingo, 28 de dezembro de 2014

Ajuda, por favor.

A mensagem dele, era a perguntar se o natal tinha corrido bem.... Responder ou não responder? eis a questão... se responder vou dar novamente asas a conversas e esperanças, se não responder vou ser mal criada...

Para alem de pensar que isto já tinha passado, já lá vão 2 meses, e agora voltou a mandar mensagem, o que é que isto significa?!?

Acontecimentos do dia

Eu cá continuo com muito trabalhinho... mas amanha vou dedicar-me à casa, às arrumações, às limpezas, para no dia 31 receber a famelga.... sim porque ao contrário do Natal, na passagem de ano somos mais e ao contrario dos jovens da minha idade, eu não passo o natal com amigos, nem nada disso (com alguma pena minha, mas enfim sempre foi assim).

Ah, ainda em relação ao natal, cá por casa não temos o habito da troca de presentes... mas hoje a minha mãe torce-me um miminho, uma pecinha para a pulseira pandora... aos pouco está a ficar cheia.

Bem, não quero acreditar que voltamos ao mesmo... andava tão bem, tão equilibrada emocionalmente, mas o moço voltou a enviar-me uma mensagem para o FB. Ainda não abri... vou só abrir amanha, mas já tenho o coração apertadinho por não fazer a minimia ideia do que está lá... o que é que será agora? Odeio a maneira como fico, com está ansiedade sem logica.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Constatações

Constatações do dia:

- Não voltar a comparar-me com os outros, com a vida dos outros, com as atitudes dos outros, com o que os outros tem, com a beleza dos outros (neste caso, das outras)... isto só me faz sentir pequenina.

- Saber que existe alguém no mundo que pensa em nós é bom, é... faz aumentar a autoestima, faz... faz sentir especial, faz... Errado, não deve fazer nada disso... quando não queremos seguir esse caminho, estamos apenas a mandar poeira para os olhos.

Dia 25

Bem, e estamos a caminhar para o fecho desta época natalícia, né?

Vejo o Natal como uma época do ano, que não se resume apenas ao dia de hoje, mas a uma altura do ano especial... em que todos nós o festejamos de uma maneira ou de outra, com mais ou menos pessoas, mas regra geral passado em família... Enfim, como já disse os meus natais quase se confundem com um domingo e hoje não foi exceção, alias até foi, há domingo que trabalho e muito, e hoje não, não fiz nadinha, acordei ao 12h (que vergonha mas teve que ser, para compensar da noite anterior) e como habitualmente fomos 4 à mesa... À tarde, eles foram dar uma volta, mas eu preferi ficar na ronha, então vi um filme que li por ai na blogosfera que era bom: "Se eu Ficar". E assim foi, fique no sofá, rodeada de mantinhas quentes e num mundo só meu, desfrutei do filme... estava mesmo a precisar de estar um bocadinho na minha companhia, por vezes é uma necessidade... Bem, gostei do filme, da forma como foi contada...Enquanto, não vivo a minha historia de amor... vivo as historias dos outros, e este filme teve essa capacidade. Fica aqui o trailer


Continuação de Boas Festas!

P.S.: A mensagem "dele" sempre era a desejar-me um bom natal.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Dizem que é Natal (eu que o diga)

Ufaaaa... 1º parte do Natal: feito. Estou apenas com 4 horas de sono, isto foi uma loucura... era 3:30h da manhã e pensava que ia dar-me uma coisinha má... mas graça a deus correu tudo bem... não tenho ideia, mas acho que subi e desci umas boas centenas de degraus... Estou sem perninhas para nada... Mas, apesar de tudo, gosto "disto".

2º parte do Natal: pijama e descansar as minhas perninhas... amanha não sei se vou algum lado... sinceramente, não estou com muita disposição... apesar de gostar deste esprito Natalício, este dias tiraram-me muita energia... e só de pensar que para o Ano Novo é mais do mesmo... só apetece estar na ronha, hoje e amanha...

Bom Natal pessoal... A todos os que passam por aqui, a todos vocês que tem sempre uma palavra amiga, desejo um ótimo Natal e que o passem da melhor forma possível... Beijinhos :)

P.S.: À pouco foi ao FB... e? Pois, um quadradinho vermelho com aviso de mensagem... ainda não a abri, mas já vi que é "dele"... Certamente a desejar-me um bom natal... Vou abrir só amanha (não me perguntem porquê)

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Pausa...

Meia hora de pausa para a almoçar e dar um salto ao PC... A atafona, confirma-se... andei num corrupio a manha toda...

Agora vou ser materialista... sei que ninguém me vai dar... mas vá, este ano queria isto:

E o natal é isto...

São 2h da manhã e cheguei agora.... estou a sentir-me exausta, cansada, com o corpo dorido... foi um dia de pleno stress. Acreditam que a pessoa com quem trabalha, que é das pessoas mais calma que conheço, hoje stressou de uma maneira, que eu fiquei sem palavras. Enfim, já passou mas foi uma tarde complicada. Amanha é mais do mesmo, sendo que irei subir e descer muitos e muitos degraus, com tanta encomenda para entregar, acha perninhas que aguentem... Bem, boa noite que amanha 7:30h tenho que estar de pé...

Feliz Natal para todos :)

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Fica proibido...

Foto de Alexandre Carlos Pinto.
 

 
«Fica proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer.

Fica proibido não rir ante os problemas,
Não lutar pelo que queres,
Abandonar tudo por medo,...

Não transformar em realidade os teus sonhos.

Fica proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague pelas tuas dúvidas e mau-humor.

Fica proibido deixar os amigos,
Não tentar compreender o que viveram juntos,
Chamá-los somente quando precisas deles.

Fica proibido não seres tu perante todos,
Fingir para as pessoas que não te importas,
Esquecer todos os que te querem.

Fica proibido não fazer as coisas para ti mesmo,

Não fazeres o teu destino,
Ter medo da vida e dos teus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse o último.

Fica proibido ter saudades de alguém sem se alegrar,
Esquecer os seus olhos, o seu sorriso,
Tudo porque os vossos caminhos deixaram de se abraçar,
Esquecer o teu passado e apagá-lo com teu presente.

 Fica proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as suas vidas valem mais que a tua,
Não saber que cada um tem o seu caminho.

Fica proibido não criar a tua história,
Não ter um momento para aqueles que precisam de ti,
Não compreender que o que a vida te dá, e também o que te toma.

Fica proibido não buscar a felicidade,
Não viver a tua vida com uma atitude positiva,
Não pensar naquilo em que podemos ser melhores,
Não sentir que sem ti este mundo não seria igual."


Alfredo Cuervo Barrero

 

Natal

Gosto muito de trabalhar nesta altura do ano... o tempo é pouco, muito pouco... mas gosto deste stress do Natal.... o consumismo nesta altura desparra por motivos óbvios, do meu ponto de vista, exagerado, mas é fruto da sociedade em que vivemos, enfim demasiado materialista... Aqui por casa o Natal é bastante simples, não somos muitos (é algo que tenho pena de não sermos uma família mais numerosa), no entanto, o trabalho não me faz esquecer que é natal, ora pela musica ambiente, pelas decorações de natal, ora pelos presentes que embrulho, ora pelas encomenda que temos para a consoada, enfim é uma época especial por lá... há, e já recebi um miminho de um cliente, uma caixinha de bombons :)

Acima de tudo, apenas quero que estejamos juntos, com saúde... lembro-me que quando era pequena, foram muitos os natais em que a minha mãe estava com depressão... Hoje fico feliz por estarmos bem, mesmo sendo um natal banal que quase se confunde com um domingo, em que o cheiro dos sonhos e a mesa posta na sala, faz lembrar que é natal e o cabrito ao almoço, lembra que é um dia especial.

Ah, hoje ouvi na radio está musica.... e adorei. Melodia fantástica... transportou-me para o mundo da Disney, do tempo em que era criança e perdia-me a ver aquelas historias magnifica... Faz sonhar!

 
P.S.: Hoje alguém voltou-me a surpreender, mais de 100 visualizações... quem será que andou por estas banda!? :)

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Conversa

Senhora: Então ela não namora?

Pai: Hum, não... ela não tem muita ideia disso?

Senhora: Há mas faz-lhe falta, está na idade disso.

Pai: Pois, mas ela não é muito disso... é trabalho-casa-trabalho

Senhora: Mas assim também na vive uma vida completa (não sei se foi este o termo utilizado, mas foi algo semelhante)...

Pai: Pois

Senhora: Bem, ela é feliz assim, isso é que importa.

E a conversa ficou por ali... Eles não sabem que eu ouvi a conversa, também não foi por querer, coincidi-o estar ali...

Mas a questão é: serei feliz só assim? pois acho que tenho que descobrir a resposta.

Observar-te

Hoje consegui "captar" o teu rosto... enquanto falavas e olhavas para lado, eu observei-te (coisa rara para mim, é sempre difícil)... tentei ver a pessoa que estava para lá das palavras, tentei procurar um pouco mais de ti... Apenas porque sim... talvez para encontrar respostas.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Mais umas palavras...

"O mais difícil não é começar. O mais difícil é continuar. O mais difícil não é o início. O mais difícil é o meio que (às vezes) teima em demorar a chegar. O mais difícil não é o plano. O mais difícil é a nossa cabeça dar ordem para cumprir o plano. O mais difícil não é ouvir a opinião dos outros. O mais difícil é conhecermos, ouvirmos e aceitarmos a nossa opinião.

O mais difícil não é o tempo qu
e dizemos não ter. O mais difícil é ter tempo e fingir que não temos. O mais difícil não é olhar à nossa volta e sermos confrontados com a verdade. O mais difícil é olhar para dentro de nós e vermos a verdade.

O mais difícil não é escrever meia dúzia de palavras. O mais difícil é escrever meia dúzia de palavras e interiorizar tudo aquilo que tem (mesmo) de ser feito.
O mais difícil não é falhar, errar, reconhecer os erros, cair sete vezes e levantar oito. O mais difícil é acreditar, gravar na pele e no coração que às vezes são as escolhas erradas que nos levam ao rumo certo."
 
Made in: Às 9 no meu blog

Aquele momento...

Aquele momento em que fiquei imobilizada 5 segundos, com cara de parva e um objeto na mão, sem reagir, passado 5 segundos voltei à vida... isto porque, olhei para traz e sem esperar lá estava ele...

Cenas tao estupidas, que não tem qualquer significado, servem apenas para ficar irritada.. há, e fiquei a rezar aos santinhos para que ninguém se tenha apercebido.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Hoje

Hoje o meu corpo não vacilou... não tive qualquer reação física, não tremi, não gaguejei, nada (isto tinha mesmo que passar, né! já era de mais)... apenas permanece em mim uma tristeza por não corresponder ao que tu sentes por mim e isso ainda dói, e é essa dor que me impende de falar com naturalidade, que me impende ser eu.

Disse-lhe que iria ser sempre a mesma, que não iria mudar de atitude... Desculpa mas não consegui, não sei se notas, mas eu sinto que mudei, já não consigo conversar a brincar, já não consigo atender-te como só mais um cliente, daquela forma genuína e querida que tu dizes que sou... Hoje limitei-me a atender, falei o estriamento necessário, é mais fácil para mim, mas dói.

Há um mês atrás disse-te que isso iria passar, que daqui a uns tempos já nem te lembravas de mim... só espero que já tenha passado, nessa altura tudo vai ser mais fácil, para mim e para ti... porque quando olhamos, olhos nos olhos há um silencio, uma partilha de algo que quem nos rodeia não imagina... e eu não quero partilhar isto num silencio só nosso, quero um dia rir disto tudo.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Pequenos gestos que fazem a diferença!

Só para dizer que gosto daqueles "detalhes" simples, minimalistas... São esses "detalhes" que marcam a diferença no nosso dia e nos fazem sorrir. Hoje tive a sorte de ter um desses gestos... São estas coisas que me fazem sorrir.

Agora vou dormir, que hoje o soninho já está a atacar.

P.S.: Hoje lembrei-me que ele só invadiu cerca de 10% do pensamento diário... grandes progressos!