sábado, 1 de março de 2014

Vida



Hoje as lagrimas invadiram os olhos... um passado cheio de memorias, que de tempos a tempos enche o pensamento... e um presente que sinto que me foge entre os dedos... dias repletos de pessoas, que deixam escapar sorrisos, "olás" agradáveis, um dedo de conversa... mas que no fundo não passam de pessoas singulares, que saem e entram há velocidade da luz... cuja importância nas suas vidas é nula...

Muitas vidas se cruzam num corrupio desmedido... onde no final do dia tudo acaba e volto para o sítio de sempre...

Existe um muro construído com tijolos transparente que não deixa passar... um muro construído com aço, à prova de balas que só os mais corajoso conseguem derrubar... mas para isso era preciso existir corajoso que queriam estar do lado de cá com esta alma...

Mas sinceramente, acho que conhecer-me é tempo perdido...

8 comentários:

  1. Olá!

    Cheguei até aqui, através do último comentário deixado no Shiuuu. Gosto de cuscar os comentários sobre segredos em que me revejo.

    Bom... estive a ler o teu blogue e revi-me nele. Desejo-te muita força e deixo um beijinho * (:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá M.

      Agora foi eu que fui cuscar o teu blog... e sabes, deu-me a sensação que podia (quase) ser a mesma pessoa a escrever os 2 blogs... como se fundissem no mesmo tipo pensamentos e sentimentos.... é estranho.

      "Ah, e moro numa terra onde não tenho amigos, com quem falar ou sair para um café. Resumidamente, esta é a minha vida... vazia e solitária."... custa-me dizer isto... mas é tal e qual... é tao triste viver numa terra rodeada por tanta gente conhecida mas na realidade estamos só...

      "Sinto a tua falta... ou será que sinto a falta de alguém?" às vezes também ponho em questão... será que gosto mesmo dele ou é carência por alguém que nunca tive...

      Sê bem-vinda a este meu cantinho :)

      Eliminar
  2. Costumo dizer que as sociedades modernas padecem da solidão das multidões. Acotovelamo-nos pelo direito a um lugar no mundo, mas estamos mais sós do que nunca.

    ResponderEliminar
  3. Conhecer-nos nunca é tempo perdido, acredita!! Beijinho grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Ana... mas acreditar às vezes torna-se missão impossível... enfim.

      Eliminar
  4. Concordo com a Ana. Nunca é tempo perdido.. Se toda a gente vai gostar de ti? Claro que não. Ninguém consegue ter toda a gente a gostar delas. Mas, por isso, é que as pessoas são todas diferentes. E, não tenho dúvidas, de que há muitas pessoas que, ao conhecerem-te, nunca achariam tempo perdido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo palavras, são reconfortantes :)

      É difícil explicar... mas já passaram cerca de 3 anos desde que terminei a faculdade e desde então, amizades novas é uma miragem... claro que conheci pessoas novas, mas não passam disso... nunca mais senti empatia com ninguém que me pode-se levar a uma amizade...

      Por mil razoes, penso muitas vezes nisso... será que não serei minimamente interessante como pessoa?! à velocidade a que as pessoas saem da minha vida só pode.

      Eliminar