sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Sonhar acordada...

Dizem que se acreditarmos muito numa coisa ela acabo por acontecer... se isto fosse verdade...

O tempo que eu perco a pensar em certas e determinadas coisas... txiiii

Zangada...



Zangada comigo própria por ser tão perfeccionista... por não conseguir dividir a mesma tarefa com outra pessoa... consequência: desmotivo... e depois faço quase nada, sem vontade, por obrigação, porque tem que ser...

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Partir...



Não sou patriota (só pela seleção eheh)... considero que somos do mundo... criamos raízes onde nascemos, crescemos, ganha-se afinidade a certos e determinados lugares... mas considero que devemos ser livres, sem fronteiras ou barreira que impeçam a passagem...

No entanto, fico triste saber que muitos são obrigados a partir apenas por condições financeiras, falta de trabalho... hoje uma pessoa partiu para terras distantes em busca da sua sorte...

Para mim é sempre um ato de coragem.... Que tenha toda a força do mundo!

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Frases com sentido #2

 
“Em duas palavras eu posso resumir tudo que aprendi sobre a vida: ela continua.”
 
Made in: Desconhecido

 
 

Perguntas com significados diferentes




Quando tinha de 16 anos perguntavam-me:
"Então, já namoras?"

Agora, aos 24 anos perguntam-me:
"Já alguma vez namoras-te?"

Pah..  nó na garganta, sorriso (é o meu disfarce para levar a coisa na brincadeira) e sem saber bem o que responder, meto voz firme e lá digo: já me viu com alguém? não, pois não...

Não sei o que deu a este gente para me perguntarem isto... ok, eu sei que já tenho 24 anos... mas que eu saiba não existe um limite de idade... e depois ainda dizem "há, ainda és nova deixa lá"

Eu, as vezes, já pensava que não era muito normal, mas agora a dizerem estas coisas, piorei significativamente...

Nunca tive, porque nunca aconteceu...e não vou para o meio da rua fazer publicidade gratuita...

Se gostei de alguém? acho que sim...o meu melhor amigo (shiuuu, nunca soube)

Se alguém gostou de mim? não sei... apenas ouvi uns sussurros

Neste momento se gosto de alguém? não sei responder... é algo "sem definição"

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Inveja ou algo parecido



Cresci e vivo numa vila onde todos se conhecem... a típica vila onde toda gente sabe da vida de toda gente... Em tempos, senti-me revoltada, achava quem ninguém tem nada haver com o que os outros fazem ou deixam de fazer... mas acho que fui-me habituando a ideia... mentalizei-me...

Mas quando oiço coisas do género "Não sei onde é que esta gente vai buscar dinheiro para arranjar as unhas todas a semanas"... a sério, é demais para mim... o que cada um faz com o seu dinheiro é única e exclusivamente da sua responsabilidade... para mim é uma questão de prioridades, e cada um de nós tem as suas... há quem goste de viajar, outros de ler, ir jantar fora, ao teatro, fazer uma sessão de não sei o quê, enfim...

Este tipo de comentário cheira-me sempre a inveja ou algo parecido... claro que eu também gostava de ir passar férias ao Dubai... infelizmente a minha vida financeira não me permite... mas se o meu vizinho do lado pode ir, ótimo.. faz ele muitíssimo bem... se eu pudesse também ia...

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Conversas do passado



Há 10 anos atrás, nos bancos de madeira do pátio da escola, eu, uma colega e um rapaz, estávamos a fazer tempo até a hora de entrada... e até hoje, nunca esqueci a conversa que tivemos...

Eu era a miúda que passava despercebida, tentava disfarçar a minha presença por detrás das minhas colegas, a biblioteca foi muitas vezes o meu refugio... claro que tinha as minhas amigas, o meu grupinho... mas fora deste, era uma miúda antissocial, que não me dava com muita gente, pouco comunicadora, que não dava opinião...

A conversa, era sobre mim.... esse rapaz, disse-me que eu tinha que mudar, tinha deixar de ser tao calada, que não podia limitar me ouvir, tinha que perder aquela timidez, essencialmente tinha que aproveitar a vida...

Ele tinha razão, nessa altura eu era uma mera espectadora da minha vida, limitava-me a observar... eu queria mudar, aliás o que nós tímidos mais queremos é interagir, integra-se num grupo... mas era tao difícil...

Até hoje, nunca esqueci essa conversa... mas esse rapaz, deixei-o de ver... há muitas anos que não o via...

Hoje encontrei-o... e de imediato lembrei-me, como se fosse hoje, desse dia.. Trocamos alguma palavras, e pouco mais... Mas soube-me bem... hoje passados 10 anos sei que mudei, senti-me igual a ele, sem precisar de me esconder, falei abertamente... o tempo passa por nós, para o mal e para o bem :)

domingo, 26 de janeiro de 2014

Ups... falei de mais



Às vezes falo de mais... estava eu a conversar sobre a idade, as pessoas parecerem mais novas ou mais velhas... e digo "há, quando se pinta os cabelos brancos as pessoas aparentam logo ser mais novas, os cabelos brancos..." ups... é que a pessoas em questão tem o cabelo totalmente branco... toca eu de harmonizar a conversa e disfarçar...

Há pessoas que até fica bem o cabelo branco... não estava a falar diretamente da pessoa em causa, mas fiquei preocupada... será que foi mal interpretada ?!?

No mínimo... ataque cardíaco



Hoje tive no mínimo, um ataque cardíaco... assim que olhei para traz e os meus olhos te viram, senti literalmente o meu coração a explodir...  nunca tinha sentido algo semelhante, por momentos pensei que o coração tinha rebentado... algo inexplicável... sei que não te via a algumas semanas nem imaginava encontrar-te ali, mas dai o meu corpo reagir assim!?! para a próxima não sei se sobrevivo...

P.S.: Espero que tu não te apercebas do meu nervosismo quando te vejo, quando estou mais perto de ti, quando falo... mas dava tudo para saber o que vai dentro da tua cabeça... vai ser sempre um mistério


sábado, 25 de janeiro de 2014

Exausta

 
 

Ao fim de 4 dias a sair tardíssimo do trabalho, hoje estou K.O.... leite quentinho com Nesquick e... caminha...

"Quem corre por gosto não cansa"... tem dias eheh

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Sugestão Multiópticas



Sugiro à Multiópticas que investigue o lançamento de um novo produto: Lentes de Contacto com Instagram... Boa??

O mundo era tão mais bonitinho, incluindo eu... eheh

Licenciada, e?


A meu ver, existe um pré-conceito em relação aos cursos superiores...

Sim, sou licenciada e tenho um trabalho, ponto.

Ponto para mim... para os outros há um "mas"... "mas podias ter uma emprego melhor, dentro da tua área, andas te estudar tantos anos para isto"

Eu estudei porque quis, tive oportunidade para isso (graças aos meus pais), estudei, batalhei e formei-me na área que gostava, ponto.

Infelizmente não temos mercado de trabalho para todos...

Portanto, bora alargar a procura...

Ao fim de algum tempo (diga-se bastante), encontrei trabalho (fora da minha área)...

Mas para os outros há sempre um MAS...

Bolas, um curso não define ninguém, não ficamos inválidos para certas e determinadas atividades, não nos elava, não faz de nós melhores ou piores pessoas...

Não gosto de generalizar, mas o mais impressionante é que as pessoas que implicam com facto de um licenciado estar num emprego "menos bom" são exatamente aquelas que tem poucos estudos... o facto de estudar ser um quase desconhecido para elas, faz com que vejam os licenciados ou doutores (como gostam de chamar... para mim Dr. sou com doutoramento) como pessoas superiores...

Por favor, somo todos iguais... não há trabalho na nossa área.. procura-se outro, desde que seja digno... tudo bem.

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Desilusão?!?


 
Conheço-te desde sempre, andamos na mesma escola, somos da mesma terra... mas de ti não sei nada... a vida nunca nos tinha juntado... mas há 1 ano atrás, o menino bonito, aquele que de uma forma ou de outra mexia comigo, cruzou-se no meu caminho... eu, uma tola, uma prava, foi sonhando....

Sempre que oiço a tua voz, sempre que te percinto... o meu coração acelera descompassadamente, como se fosse explodir... tento controlar mas é difícil... opto por não falar ou quando falo parece que estou ligada à corrente, juntado as palavras, as frases, numa só, tal é o meu descontrolo...

Hoje dizem coisas de ti que eu não quero acreditar que é verdade... tu não eras capaz... diz-me que não... quando oiço esses sussurros, o meu coração congela, a minha alma fica novamente sozinha... não tinhas necessidade de fazer tal "coisa"... mas doí-me saber que tal "coisa" possa ser verdade...

Sinto-me dividida... momentos em que defendo-te, em que sei que jamais farias isso... mas fica a duvida, um rasto que deixou marca...

Mas é quando acredito em ti.. que volto a sonhar... hoje voltei a sonhar, a ser uma tola, uma miúda que vive na expectativa... hoje o meu inconsciente, conscientemente levou-me a sentir cada pedaço de ti, o teu olhar , as tuas mãos, o teu perfumo, o teus lábios, a tua respiração, a tua voz... inconsciente senti-te...sem nunca te ter...

Sou uma tola... que vive a vida sonhado, numa espécie de "sem definição"

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Quebranto




Como é possível alguém em pleno século XXI falar no quebranto como se fosse a mais pura das verdades... bem, a minha avó ou pessoas que viveram noutra época onde não existiam explicações cientificas para tais fenómenos, ainda percebo.... mas pessoas da minha geração, faz-me uma certa confusão... é que já não é a primeira nem segunda vez que me falam nisso...na última vez uma colega minha falava-me que o filho estava com quebranto, tinha febre, sentia-se cansado, com moleza... e por isso tinha ido a uma "mulherzinha" para fazer umas rezas e tirar o quebrante... Fiquei perplexa pela convicção das suas palavras... na tentativa de perceber melhor do que se tratava o quebranto, deixei-a falar... mas fico sempre a pensar "como é possível alguém com o seu olhar influenciar o nosso organismo, este corpo tao complexo?!?"...

domingo, 19 de janeiro de 2014

Ele...



"Sozinho, meu pensamento focaliza em alguém. Deixo-o livre, e de repente meu coração aperta. Mas não estou triste, pelo contrário, deixo escapar um sorriso. Comer não me parece tão importante, agora me sinto alimentado por outra coisa. Acordo sempre com os mesmos pensamentos, e os mesmos me impulsionam a ter um grande dia. Quando te vejo sinto coisas estranhas, mas boas. Quando falo com contigo minha cabeça pensa direito, mas minhas palavras saem embaralhadas, e minhas mãos ficam suando. Meu pensamento focaliza alguém, esse alguém é você. É, estou amando." Bob Marley

Tal e qual... se estou amando? não sei... tenho um novelo de lã emaranhado dentro da minha cabeça...

Verdades que doem



Há palavras que doem, custam ouvir, ferrem o nosso interior... e por momentos sentimos que o mundo caio, que ninguém tinha o direito de nós dizer tal coisa... tal coisa assemelha-se aos choques de uma cadeira elétrica, os quais ainda se conseguem sentir por uns dias...

Mas agora percebo... percebo que esses choques apenas me fortaleceram, me deram mais força, que não sou perfeita mas posso superar, ultrapassar as minhas barreira... dói muito... mas o "que não me mata, torna-me mais forte".

sábado, 18 de janeiro de 2014

Porquê #2


Chove lá fora, a luz amarela dos cadeeiros reflete nas poças de água... fui espreitar, vi luz lá dentro, está aberto, está calmo, não está muita gente, não estão muitos carro, mas está aberto, talvez estejas lá, não sei, costumas ir lá ao fim-de-semana, é teu habito, gostas de ir lá, é normal, nós jovens gostamos da noite, ir a um bar, beber um cafezinho, uns copos com os amigos, mas eu nunca foi dada à noite apenas uma vez, uma única vez entrei lá, onde tu estás todas as noites aos fins-de-semana... pergunto-me porquê? porque me afastei  da juventude, porque me afastei do banal, do normal, das rotinas dos jovens da minha idade? ás vezes sinto-me uma ave rara.... se gostava de lá estar? gostava, não por rotina mas gostava, sinto necessidade, sim...

Porquê #1

 
 

Sou tímida por natureza, sempre foi, sou e sempre serei... não se muda... ganhamos confiança, segurança (as vezes também se perde) e conseguimos superar a vergonha... mas é uma luta diária... há dias em que me supero, fico feliz porque sei que me entreguei de alma e coração... outros nem por isso, as palavras custam a sair, torna-se difícil olhar olhos nos olhos até o andar fica descoordenado.... pergunto-me porquê? porque há dias que sou tao certa de mim, e noutros sinto-me pequenina, incapaz de me afirmar?...

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Futilidades que sabem bem



Começo timidamente a gastar o dinheirinho do meu ordenado... é tao bom comprar o que queremos com o nosso dinheiro, mas comecei a questionar-me... comprei um telemóvel mesmo o que queria, umas roupinhas e no fim-de-semana comprei uma prancha para alisar o cabelo... ou seja, só coisas fúteis... mas sabe tao bem, uma sensação de semi-independência financeira... semi porque não tenho qualquer tipo de gastos com casa, gás, luz, net, enfim...

Bem, mas aquela prancha veio mesmo dar um jeitinho... andava sempre com jeitos esquisitos no cabelo ... assim, lava-se á noite, de manha é só passar a prancha e voilá fico penteada... futilidades que dão jeito.

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Frases com sentido #1


"Não existe nada de completamente errado no mundo, mesmo um relógio parado, consegue estar certo duas vezes por dia"
 
 
Made in: Deixa o teu Mundo Girar
 

Tu vs Você




Tu... por favor tratem-me por Tu... não percebo a razão de pessoas que me conhecem desde sempre, começarem a tratarem-me por você... o que mudou? a sério, eu devo ter o síndroma de Peter Pan... Ainda não consegui habituar há ideia que cresci... para mim continuo a ser aquela miúda de 16 anos, olho-me ao espelho e vejo uma miúda de ténis, calcas de gangas, cara de miúda, a responsabilidade a mesma (as vezes não sei se ganhei responsabilidade precocemente ou se ainda não a ganhei... enfim)... mas pelos visto para os outros cresci...será que só eu é que não me apercebi?!?

Vejamos, no outos dia quando foi comprar o bilhete de comboio, o senhor da CP perguntou: tem mais de 25 anos?
Eu: (hum... pensei que era obvio que tenho menos de 25 anos, não se nota?!? bem, mas lá respondi)
Eu: não, tenho 24
Senhor da CP: assim tem direito ao desconto jovem de 25%... sempre que comprar o bilhete só tem que mostrar o BI para comprovar que tem menos de 25 anos.

Paguei e fui embora toda contente com o desconto, quando de repente me vem a cabeça: só me resta alguns meses para usufruir deste desconto jovem...não acho isto normal daqui a uns meses acabou, deixei de ser jovem, tudo o que é cartões de desconto jovem e afins, foi-se...

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Pessoas e Pessoas




Não gosto e nunca gostei de conversa da chacha...

O meu trabalho exige comunicar com o publico, pessoas conhecidas, clientes assíduos, mas também caras novas, mas há clientes e clientes, pessoas e pessoas... e claro, é inevitável não falar, mas há casos em que se torna incomodo, fica o silêncio, ninguém diz nada e toca eu de fazer conversa da chacha, encher chouriços... e no fim fico com a sensação "mas o que é que foi isto?!?" não disse nada de jeito, falar por falar...

Mas graças a Deus, que existem exceções, pessoas que sabem falar, no sentido em que conseguem, argumentar, debater certos e determinados assuntos... opá venham mais clientes assim, sim??

Amores ou a falta deles


Desde sempre que foi o patinhos feio da turma... desde a primário até ao secundário, sempre me senti inferior a minhas colegas... elas eram bonitas, tinham atitude, tinham uma capacidade incrível para comunicar e integrarem-se em grupos... eu uma mera miúda que se destacava das restantes colegas pela minha "timidez crónica"... sabia que no fundo não era bonita, não tinha "aquele" corpo, não vestia o que ditava a moda na altura... enfim...

Escusado será dizer que namoricos, amigos coloridos ou algo relacionado com amores, nunca soube o que é... Sim, NUNCA é mesmo nunca...

Hoje, mais que nunca sinto falta... falta de alguém que me abrace, que me olhe nos olhos em silêncio, sentir o toco das mãos a percorrer o corpo, sentir que existe alguém que esta ali para mim e eu estou ali incondicionalmente...

Bem, mas vou confidenciar uma coisa... de há uns meses para cá sinto... sinto olhares (adoro sentir esses olhares), uma ou outra pessoa já me sussurraram que existe interesse por parte de "outro", sei (acho eu) que certa e determinada mensagem tem algo mais que uma simples amizade... Eu sinto-me a mesma, sou a mesma, não sei o que mudou, bem talvez a minha atitude, não sei... MAS

Mas não consigo, nunca pensei... mas (acho) que aos 24 anos é difícil sentir confiança... afasto-me de qualquer possível aproximação, tenho medo de sofrer, de não ser aceite como sou... por vezes acho que tenho uma pedra no lugar do coração... o medo bloqueia-me e sou incapaz de me apaixonar por alguém...

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Elogio?!?

 
O solinho voltou... que bom... e com ele veio a minha boa disposição... estes dois estão  inexplicavelmente ligados.

Hoje foi um dia mais agitado, desde partir coisas (um dia destes sou despedida) a encontrar no regresso a casa, sem uma pontinha de vento, uma árvore caída sobre dois carros, é azar.

Mas hoje uma senhora deu-lhe para me elogiar, ou não:

Caso 1

Dizem que estou mais magra, eu não noto nada... mas ao fim de algum tempo a ouvir isso já começo a ficar preocupada, será que estou assim tao magra?? Elegância sim, mas magra não... tendo em consideração que já ando a ouvir isto há um mês, comecei a acreditar... vou nisto, e passei o natal a comer de tudo, sonhos, coscorões, chocolates, bem muito açúcar e gordura. Hoje uma senhora toda bem disposta diz-me toda contente "tás mais gordinha tens a cara mais redondinha, luzidia"... ups, acho que abocei... mas fiquei na dúvida se seria um elogia, é que pelo ar de felicidade da senhora, ia jurar que era.

Caso 2

Senhora: tens dentes postiços?
Eu: (postiços!?! eu, 24 aninhos com dentes postiços?!? jasus)
Eu: não, são todos meus
Senhora: ah, é que são tao perfeitinhos

Fiquei novamente na dúvida, será elogio: parecer que tenho dentes postiços... hum?!?

Também tenho que partilhar aqui outra coisa, sobre amores ou a falta dele, mas fica para amanhã.

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Sol precisa-se


 

S. Pedro, quando das tréguas? Já podia vir um solinho... estes dias deprimem-me.

Hoje foi um dia longo, poucos clientes, as pessoas habituais, ninguém de passagem, uma ou outra conversa mais pessoal... foi daqueles dias monótonos.

Bem, até vou confidenciar que hoje (excecionalmente) tive que fazer um esforço para sorrir... só pensava em estar aninhada  no meu cobertor polar com a minha bichana a vegetar... mas o trabalho chamava-me e lá  ganhei forças, meti um sorriso e um "Olá, tudo bem? O que deseja?"... e pronto passou-se...

Ah, volta e meia ainda me lembro o que "aquela senhora" me disse no Domingo.... as pessoas deviam saber quem nem tudo o que pensamos pode ser dito... é que correm o risco de magoar os outros... confiança e segurança, por favor, não te vás embora por causa dessa "senhora".

Tão bom... na metereóloga disseram que amanhã vai estar bom tempo, céu limpo, sol e temperaturas acima dos 40ºC.... no Rio de Janeiro. Made in Rádio Comercial... o meu momento de gargalhada ;)

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Querido Diário...



sou a Maria Ninguém, 24 anos de existência e uma vida pela frente...

A partir de hoje vais levar comigo, com a minhas alegrias diárias, porque acredito que cada dia é diferente e todos os dias somos brindados com pequenas coisas que fazem a diferença... mas não penses que venho aqui só partilhar alegrias, a tristeza, o medo e a ansiedade, também estão presente no meu dia-a-dia... até amanhã querido diário.