segunda-feira, 5 de agosto de 2019

M.

Olhos de água cristalina de um azul irreal...profundos, que se fixam, que transmitem serenidade... olhos que me paralisam, que me atraem... que me fazem desviar o meu próprio olhar porque simplesmente descontrolam-me...  olhar forte, expressivo, que me fixa por breves segundos... lembrar esse olhar é encantador... até ao próxima cruzar...

sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Cont...


E hoje pela primeira vez alguém me falou de ti... fiquei pasma, como é possível ter-se apercebido... eu neguei tudo, claro...  não cheguei a perceber se ela disse aquilo em tom de brincadeira, por mero acaso ou se efetivamente notou alguma coisa... Vai ser uns dias sem te ver... o que tem tanto de bom como de mau... até podia ser bom, se a minha mente não tivesse o poder de te procurar neste minha cabeça que sonha, voa, cai, tropeça, abre os olhos para a realidade, questiona-se e acaba sem respostas, sem perceber nada, ou fingir que não percebe... Por um lado queres, que a resposta seja sim, por outro desejas que seja não... Aiii o que sonho com aquele abraço... só a ideia de um abraço, de estar colada a ti, enche-me de felicidade... mas neste momento sinto um aperto no peito... distração será sempre a palavra chaves... tentar desocupar-me de ti, esvaziar a minha mente de ti, precisava mesmo disso... mas não, tal como uma droga, preciso de "consumir-te" até o efeito passar e este aperto sem sentido voltar..

terça-feira, 30 de julho de 2019

Continua

Porque cada vez que tu entras, o meu coração dispara... porque adoro ver-te, porque adoro essa voz meiga com que falas... hoje mais evidente... uma voz simpática num mix de carinho... Não quero que alguma vez ter apercebas.... eu deveria ser "presa" por olhar te assim... mas nao consigo... não sei se algum dia vou conseguir... aos meus olhos és prefeito... uma imperfeita perfeição que eu adoro... foi difícil começar a falar contigo sem ficar vermelha, sem tremer a voz, sem me minimizar... ter te ali para mim com toda a atenção, o "miúdo" mais giro, mais simpatico a dar-me "bola"... sem seres convencido, alias acho que nao tens a noção do "miúdo" que és... Eu continue a dizer que não acredito que nunca sentis te nada por mim, e sinto-me horrível ao dize-lo... eu sei que tens uma pessoa, uma família que amas... perguntou-me até que ponto podemos amar o nosso homem/mulher mas sentirmos atraídos, sentirmos uma química por outra pessoa?? nos últimos tempos tenho me questionado... tantas perguntas sobre o errado e o certo... se o "mundo" soube-se o que sinto, condenava-me? devia ser proibido...

sexta-feira, 26 de julho de 2019

Continua, sim

Depois tentei lembrar aquele musica, sabia que era brasileira, que nao era recente...mas ontem nao consegui chegar lá... até que hoje assim do nada fez-se musica na minha cabeça... e foi aquele ahhhh... ontem nem dei atenção à letra (devido aquele nervoso miudinho que nao o sinto mas que está lá) mas hoje ouvindo-a bem na minha mente... oh my good!!! eu a ver sinais...

quinta-feira, 25 de julho de 2019

M. continuemos

Não sei explicar o clima que hoje pairava no ar... era como sentíssemos o mesmo mas a vida não permite dize-lo... senti-lo na quantidade de vezes que me olhas te, nas palavras em tom baixo trocadas, nos gesto, na tentativa de aproximação, no puxa conversa, na musica que passava... é tão estranho... um dia gostava de te abraçar, peço apenas isso... se é que tenho esse direito... Sinto-me envolvida em ti sempre que te sinto ali, quando falamos, perco noção da realidade...  Depois de ires embora, a minha mente tenta de imediato reconstruir tudo, sonha alto... Estarei a enganar me a mim própria!? Mas o que fazes-me sentir é estranho... é a vontade de te olhar, observar-te sem dares conta... e sim, apesar de seres super bem disposto e divertido... acho que és um pouco tímido, desconfio disso... Rapaz, se soubesses a vontade que tenho de te olhar nos olhos, abraçar...

quarta-feira, 17 de julho de 2019

M. continuação

Odeio que tenhas esse poder em mim... andei todo o dia em baixo, sem forças... mas quando apareces te ao fim do dia e os meus olhos avistaram te foi como um batido concentrado de energias... estranho como certas pessoas têm esse efeito... Ontem pela primeira vez acho que foi demasiado evidente a minha felicidade por estares ali, estava confiante apesar de tudo... Já tu, estavas preocupado com o trabalho... nota-se tão bem no teu rosto quando o dia de trabalho não está a correr bem... ficas sem paciência... eu ainda tentei dizer algumas piadas, mas acho que sem efeito... estavas de pouco palavras... Depois eu tenho este defeito de tentar interpretar sinais, queria perceber o que vai para alem das palavras... e ontem o que mais senti foi olhares enquanto ambos trabalhávamos... tenho esta mania de ver sinais... gostava tanto de saber o que vai na tua mente, gostava de ter o poder de a penetrar por uns minutos... Sabes o quanto sonho acordada contigo?? Oh, nao queiras saber... Sabes durante quantos minutos já me perdi nas tuas fotos?? Nem te digo... Já conheço o teu rosto de côr, esses olhos azuis estão na minha mente... Sinto um misto de emoções... precisava que fosses embora (nem sabes o que me custa dizer)... mas tu fazes tão bem... fazes bem até eu cair em mim, até acordar desse sonho imaginado por mim e perceber que é impossível, que devo estar maluca, devo ter enlouquecido, o batido com a cabeça nalgum lado... tu tens alguém e isso muda tudo... não devo, nem posso em momento alguém confundir coisas, sinais, simpatias... Pergunto-me porque foste assim desde o inicio... é estupido, mas a primeira vez que te vi entrar, pensei logo que de algum modo irias trazer algo....  e nao me enganei... se tivesses sido como os outros que entre o "bom dia" e o "adeus" se trocam meia dúzia de palavras... mas não, foste gentil, simpatico, divertido, expressivo, falavas comigo como sempre me conhecesses... eu senti esse à vontade o que ajudou a perder a minha eterna timidez... mas adiante...  um dia de cada vez...

quarta-feira, 19 de junho de 2019

M.

Algumas semanas já se passaram desde o ultimo desabafo... ontem na maior conversa entre nós os 2 dois... senti-me perdida, e o tempo e o espaço que nos rodeia parou, é algo estranho... tudo é estranho, eu sou estranha... mas no meio dessa conversa, ele disse-me algo, e depois de uma certa procura consegui encontrar o face dele... aquela família é linda... ao olhar aquelas fotos senti e sei que em momento algum posso fraquejar... tenho que te tirar da cabeça apesar de seres a primeira e a ultima pessoa que penso quando vou dormir... sei que nao posso mas logo a seguir penso tudo, vejo sinais que me levam a pensar "o que vês em mim??" eu nao consigo acreditar que durante este tempo nunca sentis te nada... é estranho dizer isto quando a seguir olho para aquelas fotos... tens uma família linda... jamais irias olhar para mim, é um misto de emoções que sinto... sinto literalmente... é estranho, sinto um buraco no meio do meu peito... sinto que está errado mas logo a seguir sorrio quando penso em ti... eu preciso de olhar para ti como olho para as restantes centenas de pessoas que passam por mim durante o dia... preciso que esta dor que esta cravada no meu peito desde ontem suma... eu sabia desde o inicio que era errado olhar te desse modo... disse sempre que nunca me iria magoar... tenho a manai achar que posso controlar as coisas... mas o que senti, os pensamentos que me invadem demonstram o contrario... preciso que vais embora da minha mente... da minha vida gostava que ficasses só mais um bocadinho... é difícil imaginar que um dia te vais embora e nunca mais voltas... o que senti por ti não tem nome...não é amor, e paixão também nao será... mas sinto, sinto o que nao queria sentir...